Vivemos esperando...



“Vivemos esperando o dia em que seremos melhores, melhores no amor, melhores na dor, melhores em tudo”. E de esperas vamos vivendo! Espera-se o dia em que se tornaremos pessoas melhores porquê se espera que o outro mude antes de você mudar. ‘Por que eu tenho que ser diferente quando todos são iguais?’ Você não é fulano, não é cicrano... Você é você e tudo o que você é depende única e exclusivamente de você!
A maior desculpa pra não se realizar algo é a inexistente dependência do outro para tal... e dessa incoerente afirmativa se constrói o mundo em que estamos!

“É difícil tentar ser uma pessoa melhor nesse mundo em que cão come cão!”
“Como posso mudar minha atitude se o meu próximo não muda a dele?”
“Não adianta lutar pelo que a maioria não quer.”
“Fazer algo pra reverter a situação em que nos encontramos é difícil, pois isso dependeria e todos e não só de um...”


“Uma jornada começa sempre com o primeiro passo”, mas por que dar o bendito primeiro passo parece tão difícil? Por que tentar mudar o caminho parece tão difícil? Porque mudar de postura parece algo inatingível?

Pensar num novo caminho, novo objetivo ou sonho é fácil... Lutar por este é que parece o impossível! É o de sempre... Só se fala e nada se faz, em todos os sentidos, em tudo! Seja na política, escola, hospitais, amigos ou família. Nada se faz, nada se busca, apenas se espera... Espera-se a solução pronta e acabada, vinda dos céus diretamente para a mão de quem a espera!

“Tudo pode ser, se quiser será” (é, Xuxa! Mas se liga na letra e não em quem canta!) as coisas são como queremos e permitimos... Nada é o que é por mero acaso do destino. Basta se querer que pode se tornar possível! Se quiser será... Querer não de bracinhos cruzadinhos sentadinho na poltroninha da sala vendo a ‘Sessão da Tarde’. Esse é aquele querer que implica no fazer!

Toda ação tem sua reação... Promova a ação e aprecie sua reação!

sábado, 24 de maio de 2008

1 Comment:

Nathália said...

Certa vez um homem avistou um jovem lançando incessantemente estrelas de volta ao mar.
Espantado e curioso aproximou-se e perguntou ao jovem porque ele fazia aquilo.
O jovem respondeu que jogava-as de volta ao mar porque a maré havia baixado e elas não conseguiram voltar sozinhas e como o sol estava à pino elas certamente morreriam se permanecessem ali.
Riu-se o homem e repreendeu a ação do jovem apontando a grande extensão da faixa de areia e a enorme quantidade de estrelas que ele teria que lançar ao mar todos os dias e que por mais que assim o fizesse não faria diferença pois não conseguiria mudar o curso das coisas.
O jovem ouviu tudo, apanhou mais uma estrela, lançou-a ao mar e disse: "Fez diferença para essa aqui!"
O homem foi para casa e ficou refletindo sobre o que o jovem falara.No dia seguinte, levantou bem cedo, foi à praia e junto com o jovem passou a lançar estrelas de volta ao mar.

Não importa o quão pequena seja sua ação, se ela fizer a diferença para alguém, tornar-se-à a melhor ação para transformar um pedacinho do mundo.

Você não precisa mobilizar milhões de pessoas, basta fazer a sua diferença para alguém!

Naty