Árvores na parede.

É, parece que minhas viagens de trem tem me motivado a escrever.
Início de período acadêmico, Japeri lotado todo dia, Busão cheio... fora acordar de madrugada [não se deveria acordar antes das 8!]!
Eis que essa semana, enquanto ia tranquilamente imprensada num cantinho do trem cheio, admirando a paisagem pela janela, algo me chamou a atenção.
Primeiro aqueles muros bem antigos, época do império acho, ainda feitos de óleo de baleia e pedras... mas o mais interessante não era bem o muro, e sim o que crescia nele. Haviam árvores crescendo no muro!

Já havia visto árvores crescendo em frestas, telhados, asfalto, mas nunca num muro!

As raízes se espalhando pelo muro na vertical, a árvore crescendo viçosa... Um conjunto muito belo de se apreciar. Apesar de toda a dificuldade de crescer em condições adversas, alí estão elas. Algumas não resistem, viram galhos secos e retorcidos.
As que sobrevivem são belos espécimies, exemplos a serem seguidos. Venceram mesmo com todas as adversidades, e alí continuam a crescer mostrando serem verdadeiras vencedoras.

Não desistir, mesmo na adversidade... Temos muito o que aprender com essas árvores!

sábado, 26 de julho de 2008

5 Comments:

Leandro Marlon said...

Mas o que que é isso...
Que excelente texto!
Que excelente escrita!
Estou encantado!
Minha linda é uma exímia escritora!
Fenomenalmente fenomenal!
=D

E em relação às árvores,
exemplos bons sempre devem ser seguidos...

O Lerdo said...

Tá aí, mais uma que enxerga beleza numa viagem de trem. Seu exemplo é bom e deve ser seguido ^^
Principalmente por aqueles que já acordam de mal com a vida e descontam nos outros passageiros rs

Aí, como quem ñ quer nada... dá pra dizer onde vc viu essas árvores?

jeff said...

incrível como viagens de trem rendem posts. xD
boa e bonita observação. ^^ se formos nos preocupar com os contatos físicos a gente não sossega.

Yellow Fox said...

Como são as árvores, sao as pessoas! Algumas sobrevivem nas piores situações possiveis. Mas as vezes os resultados sao os melhores. Ha vinhas no norte de portugal que crescem em solos q sao pedra pura, e por isso as raizes tem q descer mto ate achar umidade, mas essas vinhas rendem os melhores vinhos do mundo. Mas e as ávores q vc viu crescendo nas paredes de pedra? Eram bonitas? Cuide-se, menina. Volto aqui mais vezes. ;)

Felipe Garcez said...

Incrível o dialogo entre a árvore e nós. Realmente, tentar sempre, desistir nunca.

Tá linkada no meu também. Muito legal isso aqui :P

Beijão.