"Quantos quase nós não somos"

Outro dia na aula de Literatura Portuguesa, em meio a pensamentos distraídos, ouvi esta frase "Quantos quase nós não somos". De certa forma essa farse me tocou.
Somos sempre 'quase os melhores', tiramos 'quase uma boa nota', somos 'quase educados', somos 'quase amados', 'quase odiados', 'quase felizes'.
Assim se deica a vida passar, de 'quase' em 'quase' se vive.
E, quer saber, esse texto quase foi bom.
Quem sabe tenha sido uma idéia quase boa.
Quem sabe eu seja uma quase escritora ou uma quase intelectual.
Quase, quase, quase...

Pare pra pensar: quantos "quase" você não é?

sábado, 22 de novembro de 2008

3 Comments:

Leandro Marlon said...

É... realmente... existem muito quase...
Quem sabe é assim a vida?
Será que acertei?
Acho que quase.
Quem não se arrisca,
Quem não se conhece,
Quem não tentar,
Nunca deixará de ser o quase.
Eu sei que sou certo.
O quase não me satisfaz. Haha!
Este foi um comentário...

;D

ps: a propósito, não foi quase um texto, foi um excelente texto!

Yellow Fox said...

Tinha um comercial q dizia: "Me ame ou me odeie, o meio-termo é q me incomoda..."

Pois é, às vezes o "quase" é q incomoda mta gente, mas se foi "quase" q vc chegou lá ou conseguiu alguma coisa, entao é pq faltava pouco, talvez um "quase" nada, pra vc conseguir o q queria, e ae fica pra proxima...


Bjos, menina!

Gosto de vir aqui, tenho q voltar mais vezes.

;)

Helena. said...

Ahh vc descobriu meu blog!!!rsss
Mas não se encomode muito com ele, "quase" nunca dou as caras ou as letras por lá ;p