Não me assaltem, sou pobre!

Das duas uma: ou eu sou imbecil (o que é bem provável) ou me acham com cara de rica. Hoje foi a segunda vez que fui assaltada nos arredores da Central, bem em frente ao campo de Santana. Como já havia sido assaltada em novembro passei a andar com um celular velho na mochila, e foi este que foi levado hoje [e é claro que depois saí de lá o mais rápido possível para não me dar mal quando o cara visse que o celular estava quebrado]. Haviam 2 guardas municipais na esquina do campo conversando, e de nada adiantou eles lá.
Desde que fui estudar lá no Rio ouço as pessoas falando que a baixada é muito perigosa, mas é a cidade que oferece mais perigos. A prefeitura do Rio diz estar fazendo um choque de ordem, mas a única coisa que vi esse choque de ordem fazer é atrapalhar alguns camelôs que tem suas barraquinhas como sustento de suas casas. Não me parece muito justo, enquanto isso a criminalidade continua na mesma.
O que fazer? Rezar! Pra não ser assaltada de novo, e pro carinha que me assaltou não me encontrar pra reclamar o celular quebrado que eu dei a ele!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Gravidez no auge da moda.

No meu último ano de Normal haviam 3 meninas grávidas na sala e uma que havia tido seu filho no ano anterior. Na minha turma a aluna mais velha devia ter por volta de uns 18 anos. Ontem reencontrei uma das minhas ex-colegas de classe e em nossa breve conversa ela informa: "Sabe da Fulana? Teve um lindo bebê. A Beltrana ta grávida. Ah, a Cicrana e a Fulaninha também estão."
Realmente está tento um baby-boom entre as pessoas que conheço. Só entre as que cresceram comigo e algumas que estudaram e ainda sei que existo posso contar mais de 10 que já tiveram seus filhos ou estão grávidas. Todas tendo seus filhos antes dos 21. Destas, 1 ou 2 se casou antes dos 18.
Definitivamente está na moda engravidar. Quem não conhece uma menina que engravidou antes dos 20? E destas, quantas não conhecemos que deixam seus bebês esquecidos com alguém pra se divertir.
Acho que todos já cansaram de ouvir sobre o assunto... [embora pra alguns nunca seja o suficiente].


Ces't la vie no século XIX, onde todos são mais evoluídos.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Less you know, happier you are

Incrível como depois que minhas aulas voltaram tenho postado mais aqui. Deve ser algum meio de fuga dos textos que tenho que ler e que posso ler depois [pois me sobra tempo], e nunca leio. Quero ver até onde essa vida mansa vai! rsrs

Bom, mas não fui disso que vim falar desta vez, foi sobre uma das frases da aula de Literatura Inglesa de hoje. Estávamos lendo o poema "The Seaferer" e em uma das linhas do poema o velho marinheiro diz que quanto menos se sabe mais feliz se é; e até que eu concordo algumas vezes. Deveras, quando se sabe mais você sempre quer mais; sempre busca explicação para tudo; nunca está satisfeito. Quando se sabe muito, aquela simplicidade das coisas passa desapercebida. A beleza das coisas passa a ser mais difícil de ser encontrada.

De uma coisa sei: se for assim mesmo, estou ferrada. Fazendo duas faculdades e pensando as pós graduações, logo logo estarei com depressão, síndrome do pânico, mania de perseguição... e assim vai!
hahahah

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Torcidas DESorganizadas

Não é segredo que já não torço mais por nenhum time de futebol. Depois de hoje não torço mais nem pra seleção.
Sem saber que hoje era dia de jogo, peguei o trem. Fui num vagão longe do que estava os torcedores de uma torcida organizada do Vasco. Levei um susto quando na estação seguinte todos foram para o vagão onde eu estava. Eles andavam de um lado pro outro xingando, gritando, e um até com um parafuso da linha férrea de quase 30 cm na mão. Pensei até em descer em Nova Iguaçu, por medo deles, mas por sorte não o fiz. Lá haviam torcedores de outra torcida do Vasco e lá tiveram uma briga. Foram socos, chutes, pedradas... Se não fosse a senhora do meu lado de protegendo, eu teria sido acertada.

Agora eu pergunto: Onde isso é torcida organizada?!
Torcer pelo seu time é normal. Piadinhas com o adversário também. Mas rixa entre torcedores do mesmo time é muita idiotice.
Ainda não achei a graça em se brigar por um time, ainda mais contra pessoas do seu próprio time.
Diversão deixou de ser diversão e virou guerra... Mas, o que poderia se esperar num mundo onde a irracionalidade comanda?

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Acabar com o problema na educação no nosso estado [como falta de professores e verba] é muito fácil: Municipalização das escolas. Assim qualquer um pode ser governador. Atola-se o município e alivia o estado.

Nas próximas eleições serei candidata! rs

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Tempos modernos.

Como vida de universitário não é só maravilhas, minhas aulas na Estácio já voltaram. Uma longa semana de acordar de madrugada [literalmente] pra estudar. Primeira semana de aula é aquela coisa conversinha com alguns professores, outros já começando com a matéria...



Foi numa destas conversas com os professores que ouvi minha professora de Inglês falar o quanto o Rio está perigoso, que está mais perigoso que a baixada, que os arredores do Campus são um perigo só e que ela ficou maravilhada ao passar pelo Campo de Santana outro dia e ver um vendedor de sombrinhas devolver a carteira de um velhinho que havia caído no chão, enquanto ela andava agarrada com sua bolsa.


E ela continuava dizendo como aquele homem simples e que precisa de dinheiro teve uma atitude tão bacana e rara, realmente admirada.


É... a que ponto tudo isso chegou. Já estamos a nos surpreender com simples atitudes de cortesia. Bom, este é o mundo onde gato come cão, BBB é legal e funk impera.


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Correntinha.


Bom, não sou de passar correntes, mas abro uma exceção pra esta.

Consiste em pegar a quarta foto da quarta pasta de fotos do seu pc e postar. Como sou uma pessoa extremamente organizada [cof,cof] tenho muitas quartas pastas e muitas quartas fotos, mas, de todas essas quartas fotos apenas essa me agradou.

Essa foto é de 10 de junho de 2008, e foi tirada no outro campus da Estácio que eu estudava. Fim de período; uma futura advogada, um futuro matemático, e uma estudante de letras [quem faz letras é o que?!] a toa na quadra; umas fotos... Daí essa foto saiu. Esses dois pés 'xexelentos' são o meu e o do Thales.

O legal desta foto pra mim é que eu estava num momento de despedida de lá, e era uma época em que eu e o pessoal aproveitávamos cada minuto por alí. E isso me lembra que estou devendo uma visita... rs

Então, sem mais delongas, passo a corrente para:
[e fico devendo a quarta pessoa! =P ]

domingo, 1 de fevereiro de 2009