Deve ser bem chato ser uma aranha.

Admito, sou aracnofóbica, mas não sou nenhuma dessas pessoas desesperadas que foge da menor aranha possível. Deixo elas no canto delas e eu no meu.

Esses dias apareceu uma aranhazinha aqui em casa e decidi deixar a bichinha quietinha no canto dela. Quando não tenho mais o que fazer, fico observando ela, e cheguei a conclusão que é muito chato ser uma aranha.

Não importa o horário que eu passe por ela, ela sempre está imóvel. Não sai da teia por nada. Tudo a assusta. Ela não vive nada além da pequena e abandonada teia dela. Falando em teia, ela é uma aranha do tipo preguiçosa, pois já passou da hora de refazer sua teia [que está um lixo!].

É, ela passa os dias alí: parada, imóvel, numa teia decadente, sem fazer nada, sem viver nada. É muito chato ser uma aranha.

sábado, 2 de maio de 2009

0 Comments: