Rancor: tá aí uma coisa que as vezes me assusta. Não serei hipócrita de dizer que nunca guardei rancor, mas a ponto de iniciar uma guerrinha pessoal e invisível já é um pouco demais. A vida anda, as coisas mudam, pessoas vêm e vão, então pra quê guardar tanta raiva? As vezes parece que, para alguns, a felicidade alheia já é ótimo motivo para odiar o outro e apontar os defeitos deste, esquecendo que, muitas vezes, são os seus próprios não que lhe fazem bem. Vai entender a mente alheia! rs

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

2 Comments:

Live said...

Tb acho isso. Eu posso até não ser do tipo q não ri pra td mundo, mas detesto gente q fica fazendo comentários desagradáveis da vida dos outros o tempo inteiro. Tem gente q perde uma grande amiga por causa disso. Querendo ou não, acabo me afastando, pq não curto energia negativa, rs.

Live said...
Este comentário foi removido pelo autor.